26 de setembro de 2011

A seca começou.

Olá amados, a região rural de Matureia está sofrendo com a seca. Na cidade também sentimos os efeitos, a   água é enviada apenas 2 vezes por semana e nem sempre chega com pressão suficiente para encher os reservatórios no telhado, estamos planejando comprar uma bomba sapo para apanhar água em baixo e jogar para cima. Orem por chuvas abundantes, pois, essa situação complica muito a vida de todos.

Otávio e Edna Trinck

Segue abaixo notícia sobre a seca retirada do site da prefeitura de Matureia.

Prefeitura e Exército Abastecem Zona Rural com Carros-pipa


A distribuição irregular de chuvas causou prejuízos para a maioria das comunidades rurais do município de Matureia. A população que reside em áreas rurais está sendo abastecida por carros-pipa. Para reduzir os impactos causados pela crise de água a Prefeitura Municipal de Matureia em parceria como Exército está abastecendo as famílias.

As chuvas registradas este ano em Matureia não contribuíram para o armazenamento de água potável e de uso doméstico. Os açudes permanecem secos e as fontes de água estão distantes.

Segundo o prefeito do município, Daniel Dantas, o custo do abastecimento alternativo na zona rural é muito alto, mas é importante manter a assistência aos serviços básicos para evitar o esvaziamento do campo. “Os agricultores são fundamentais para o desenvolvimento da economia do município”,frisou o prefeito.

As comunidades Cafundó, Jabre, Catolé, Mãe da lua, Flores, São João, São Gonçalo, Monte Belo, Pedra D’água apresentam mais problemas com a falta de água para beber.

Para minimizar o problema, os carros-pipa estão colocando água nas cisternas de placa. Como a Prefeitura e o exercito não têm condições de abastecer mais de 400 cisternas foram selecionadas alguns reservatórios situados em pontos estratégicos. Dessa forma, a água depositada em determinadas cisternas é compartilhada por várias famílias ao mesmo tempo.

http://www.matureia.pb.gov.br/index.php?categoryid=5&p2_articleid=496